Como reter talentos no varejo

Como reter talentos no varejo

A rotatividade de pessoal no varejo é uma realidade e sabemos que não é razoável esperar que possamos manter todos os funcionários por anos e anos em nossas lojas. Uma pesquisa sobre o varejo indicou que a taxa média anual de rotatividade em lojas de varejo (para todos os cargos) é de 74.8%. Já a taxa média anual de rotatividade para vendedores é de 74.2%

Essa taxa de rotatividade aumenta à medida que as grandes redes de lojas e grandes empresas em geral atraem os funcionários com melhor remuneração e com uma política de incentivos. Competir está ficando cada vez mais difícil para os “pequenos”.

Ao assumir suas responsabilidades como recrutador, você passará a perceber de forma diferente a rotatividade da equipe. Ela não mais o deixará em pânico, nem sobrecarregará você ou a sua equipe. Lembre-se que quando a sua máquina de recrutamento estiver funcionando, a rotatividade da equipe pode ser uma oportunidade, e não uma desvantagem.

Se você recrutar eficazmente, terá muitos candidatos promissores e pré-selecionados para escolher, tornando-se capaz de preencher uma vaga com rapidez. Ainda assim, a retenção dos funcionários é uma questão importante. A ênfase dada à preparação para o preenchimento de vagas não deve ser interpretada como falta de consideração pelos funcionários atuais, ou que eles não sejam valiosos para a empresa. Muito pelo contrário.

A rotatividade não é apenas uma questão de custo em termos de investimento em tempo e dinheiro. Qual é o custo potencial da falta de fidelidade do cliente? Cada vez mais, o cliente tem a possibilidade de encontrar o mesmo produto que você vende em outro lugar. Ele pode comprar pelo mesmo preço, ou até por menos. Na realidade, a única coisa que você pode ter “em estoque”, que faz os seus clientes retornarem sempre à sua loja, é um excelente vendedor de quem eles gostem e em quem eles confiem.

Em média, um funcionário leva um ano, não apenas para fazer bem o seu trabalho, mas para dar uma contribuição substancial à empresa. Quando o vendedor já desenvolveu suas habilidades básicas, aprendeu os procedimentos operacionais etc, seu tempo e sua energia podem ser direcionados para ajudá-lo a levar a empresa/loja a um novo patamar de sucesso.

Criar um ambiente que favoreça o sucesso e recompense os funcionários por suas contribuições sempre foi a melhor coisa a fazer. Portanto, não só seus esforços de recrutamento são cruciais, mas também a sua atenção à retenção dos funcionários é extremamente importante. Hoje em dia, é fundamental ser um empregador competitivo – não apenas um lojista competitivo.

The following two tabs change content below.
Idealizador da Escola de Varejo. Acredita que empreender está ligado com a atitude e não com a teoria. Autodidata, estuda profundamente Técnicas e Métricas de Marketing e Vendas, encontrando teorias e referencias em todos os tipos de ambientes, de Restaurantes a Igrejas. Acredita que tudo pode ser medido e deve ser aprimorado. Rain Man por natureza, Capitalista Worklover de coração e alma. Apaixonado por tecnologia e conceitos 2.0!