L’Occitane inaugura minimercado em Florianópolis

L’Occitane inaugura minimercado em Florianópolis

  Com arquitetura inspirada nas feiras de rua, esta é a 40ª loja da bandeira brasileira do grupo A L’Occitane au Brésil abre nos próximos dias sua primeira loja na capital de Santa Catarina. A unidade, em formato de minimercado, terá 9 m² e ficará no Aeroporto Internacional Hercílio Luz.  O mix abrange produtos ligados aos cuidados pessoais e para a casa, compostos por ingredientes naturalmente brasileiros. Do total de lojas até agora, 13 são próprias e 26 são franquias, distribuídas em shoppings de São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Uberlândia, Goiânia, Rio de Janeiro, Vitória e Aracaju. A inspiração arquitetônica para a loja foram os mercados municipais e feiras de rua do País. O quiosque oferecerá produtos femininos das linhas Aguapé, Bromélia, Mandacaru, Jenipapo, Vitória-Régia além de itens masculinos de Araucária, com ilustrações de artistas locais nas embalagens. A L’Occitane au Brésil é a marca brasileira do grupo L’Occitane, criada há cerca de um ano com o intuito de valorizar a produção local e que já conta com 40 unidades. Sob diversas bandeiras, a marca atua em 90 países através de 2,2 mil lojas. Fonte: Mundo do Marketing Compartilhe...
Inovação em mini mercado de bairro

Inovação em mini mercado de bairro

Sempre ouvimos falar que o mercado está inchado, a competição está extremamente acirrada, seu negócio se encaixa neste perfil? Como se diferenciar? Pequenas inovações geram GRANDES resultados. Conheça o caso do Armazém La Boqueria de Porto Alegre. Um pequeno comércio de bairro de administração familiar mudou seu layout criando um ambiente para lanches rápidos frente a uma bela vitrine para o bairro, o investimento foi baixo e o resultado foi espetacular. Uma simples formatação aumentou o fluxo, inclusive de novos clientes, o faturamento. Seu negócio é tradicional? Busque diferenciais que agreguem valor sempre de olho no Ambiente, abastecimento e atendimento. Boas Vendas. Compartilhe...
Terceiro piso do Praia de Belas inaugura dia 19/11

Terceiro piso do Praia de Belas inaugura dia 19/11

O Grupo Iguatemi (Iesc) anunciou nesta terça (05) a inauguração do terceiro piso do Praia de Belas Shopping, de Porto Alegre, prevista para 19 deste mês. Com a ampliação, ele passa a ter 47,7 mil m2 de ABL, o que o torna um dos maiores do grupo Iguatemi e do País. A nova ala, segundo o vice-presidente de operações da Iesc, Charles Krell, terá 9 lojas-âncoras e semi-âncoras e 39 unidades-satélites, quiosques e temporárias. Ao todo, o centro de compras e lazer passa a contar com 235 operações. As estrelas da nova área serão a Livraria Cultura, que irá oferecer 5,8 milhões de títulos de livros e 560 mil CDs, DVDs e revistas; a Fórmula Academia, uma das maiores do País, e a loja da marca esportiva Nike. Também entram no mix as populares Marisa, Renner e Paquetá (as duas últimas já funcionam no empreendimento, mas mudam de piso para ganhar em espaço), e a cobiçada entre as mulheres Le Lis Blanc, que também ganha espaço físico do estabelecimento que já atuava no shopping. Na lista de novidades para o empreendimento, estão marcas como 7 Camicié, Balonè Acessórios, Beatnik, Budha Khe Rhi, Dudalina Double e Jonh John Denin entre muitas outras. Para 2014 ainda está prevista a construção de um teatro com 600 lugares e vista para o Guaíba, no piso onde já funcionam, desde maio de 2012, as seis salas de exibição do GNC Cinemas. Ainda em 2014, serão revitalizados equipamentos como banheiros, fraldários, ar-condicionados e skylights para iluminação do mall. Além do shopping, o complexo de uso misto que inclui três torres comerciais e uma residencial deve...
Ponto Comercial, Passando o Ponto: Saiba como Funciona

Ponto Comercial, Passando o Ponto: Saiba como Funciona

Não obstante a antiga Lei de Luvas não esteja mais em vigor desde o advento da Lei do Inquilinato, ainda observo no mercado imobiliário ser comum a venda de “pontos comerciais” envolvendo os mais variados segmentos comerciais, sejam bares, lanchonetes, pequenos restaurantes, padarias entre outros, quer pelo destaque, localização ou popularidade do estabelecimento que possui significativa capacidade de atrair freguesia, originando assim o ponto comercial. No entanto, a venda do ponto comercial diretamente entre locatário e terceiro requer a adoção de inúmeros cuidados para resguardar o adquirente a utilização pacífica da atividade comercial pretendida. Isto porque, na maioria das vezes, o imóvel objeto da venda do ponto comercial é locado, e o locador ou proprietário do imóvel não é consultado acerca da transferência da locação, comportamento este incorreto, que acaba por gerar conflitos entre as partes, pois não anuindo o locador com os termos do negócio, o adquirente ficará na dependência da vontade do locador ou proprietário da manutenção ou não da locação e respectivo contrato com o adquirente, surgindo então a figura da sublocação não consentida, condição vedada por lei. E neste sentido, não consentindo o locador com a transferência, as partes se veem obrigadas, muitas vezes, a bater às portas do Poder Judiciário, a fim de resolver o impasse ante as infringências à legislação do inquilinato, que expressamente proíbe a cessão da locação, a sublocação e o empréstimo do imóvel sem o consentimento expresso do locador, cuja circunstância comumente se constata nos casos de venda de ponto comercial. Também, antes de comprar o ponto comercial, deve o adquirente tomar medidas porquanto da analise do contrato de locação...