Como transformar dados em informações relevantes

Como transformar dados em informações relevantes

As empresas têm dados aos montes. Difícil, é tirar informação deles. A concorrência entre produtos é cada vez maior em supermercados. Por isso, tanto indústria quanto distribuidores precisam estar atentos a diversos indicadores que mostram como está a atuação da marca no ponto de venda. São critérios como preço, presença, número de frentes, produtos danificados ou próximos da data de validade e índice de ruptura, entre outros. Fazer a coleta de todas essas informações de forma manual é possível. Entretanto, atualmente existem softwares de trade marketing que facilitam a vida para gestores e promotores de vendas. Sem a tecnologia, o processo se torna muito mais lento e trabalhoso – o promotor coleta os dados em uma folha de papel e, no final do dia, compila as informações em uma planilha e envia para seu supervisor.Ter esses dados escritos em planilhas estáticas demanda tempo dos gestores na produção de relatórios. Algumas empresas, com grandes equipes de campo, chegam a levar de 7 a 15 dias para consolidar um relatório de ruptura ou preços, por exemplo. Será que este dado servirá realmente para uma tomada de decisão? O que é um preço de sete dias atrás? Os gestores precisam de velocidade para que possam realizar ações combativas em tempo hábil. Um problema ainda maior e bastante comum é exigir o preenchimento destas informações por parte da equipe apenas para tê-las arquivadas – sem analisar de fato o que os dados revelam. Isso não traz nenhum tipo de ganho para a empresa. Por isso, é fundamental o uso de softwares de gestão de trade marketing. Com um smartphone, as informações coletadas pela...
CRM online da Microsoft otimiza performance de equipes de vendas

CRM online da Microsoft otimiza performance de equipes de vendas

A boa gestão de qualquer carteira de clientes passa, inevitavelmente, por uma escolha acertada da ferramenta de CRM (Customer Relationship Management, ou Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente, em português) que será utilizada. Um CRM eficiente pode ajudar a reduzir custos e aumentar a lucratividade através da organização e automação dos processos de negócios que gerenciam a fidelidade e a satisfação do cliente nas áreas de vendas, marketing e atendimento ao cliente. Foi pensando nisso que a Microsoft lançou o Microsoft Dynamics CRM Online. A solução foi pensada para ajudar sua empresa a ampliar as vendas e tornar o marketing mais eficaz, por meio de insights sociais, business intelligence e gerenciamento de campanhas, seja na nuvem, seja em local físico ou usando uma combinação híbrida. A ferramenta também oferece aplicativos de CRM em dispositivos móveis e em diferentes plataformas, que permitem que você gerencie o relacionamento com seus clientes de qualquer lugar, além de ferramentas que integram dados e relatórios das mídias sociais diretamente em seu aplicativo de CRM. Com o Microsoft Dynamics CRM Online, a performance da equipe de vendas é otimizada, dada a facilidade com que passa a ser possível acessar os dados dos clientes. Mas a ferramenta não oferece soluções apenas para essa área específica, mas também para varejo, marketing, social, serviços, atendimento ao cliente, fabricação, serviços financeiros e setor público. Para mais informações sobre o produto e baixar uma versão de teste, acesse: http://www.microsoft.com/pt-br/dynamics/crm-test-drive.aspx. Compartilhe...

Como ser reconhecido como “O Melhor” em alguma coisa?

Existem milhares de técnicas e teorias sobre como se diferenciar e se destacar da concorrência. O mais barato, o mais rápido, o mais moderno, o mais descolado, o mais caro, etc. O diferencial deve estar diretamente relacionado com a missão e valores da empresa, formando um DNA corporativo uniforme. As empresas criam campanhas de marketing apresentando os diferenciais (o melhor produto, do melhor), criam produtos especiais (ecologicamente corretos, edições limitadas, etc.) tudo o que a cartilha manda. Mas é ai que entra o fator que é desconsiderado, a miopia de marketing que atinge a grande parte das empresas: Os funcionários não compram o DNA e a empresa apresenta um produto oi serviço diferente do que foi “vendido”. Fato é que as empresas estruturam sua missão e valores olhando de dentro pra fora pensando no consumidor, sem considerar que a empresa é um corpo que depende dos seus membros e órgãos e cada pedaço da empresa pensa por conta própria. Portanto o maior valor de uma empresa são seus funcionários. São eles que irão de fato implementar o DNA, eles serão a “cara” da empresa para os clientes. Para implantar qualquer negócio dentro do seu negócio você precisa ou vai precisar de pessoas, e estas pessoas tem que comprar a idéia de coração. Sinceridade é o diferencial menos praticado no mercado hoje em dia. Quer ser reconhecido como “O Melhor” em alguma coisa? 1) Se Importe com Sinceridade  com os seus Clientes, o retorno será o Reconhecimento Sincero. 2)Reconheça e assuma as Falhas de sua empresa e tome as providências no ato. 3)Regue o maior numero possível de plantas. 4)Abra os canais de...
Oakley por Designer: Kiss Miklós & Görög Ferenc Gábor

Oakley por Designer: Kiss Miklós & Görög Ferenc Gábor

Confira a Flagship da Oakley e inspire-se na sua. O conceito do interior da loja é baseado no mundo de minas e, portanto, cria a filosofia de mineração de óculos de sol. Um contraste lúdico foi aplicado no conceito. Sendo esta a contradição de usar óculos escuros para proteger os olhos da luz e de mineração no escuro e em um ambiente industrial. Compartilhe...

4 ferramentas essenciais para multiplicar suas vendas usando a Base (CRM)

Ao fazer uma compra em uma loja geralmente na hora do pagamento o caixa pergunta “Posso fazer seu Cadastro” e você pela décima quinta vez fornece os 50 itens que o infeliz pergunta, mesmo falando seu nome novamente pela terceira vez já que o Vendedor Comodity que te atendeu se esqueceu e já foi atender outro cliente, afinal você foi buscar apenas um par de meias…. logo então não mereceu a atenção dele, (mesmo possuindo um cartão sem limite) o vendedor nunca ia imaginar, afinal mal perguntou seu nome! Depois disso você vai pra casa e eventualmente recebe alguma promoção massificada por email da Loja e acaba colocando pra SPAM porque não é de seu interesse promoção de cosméticos. “O varejo não conhece seu cliente, as marcas e lojas não tem um relacionamento aberto e multicanal. Os bancos de dados são usados raramente e a maioria é propaganda massificada, sem direcionar a comunicação pro perfil correto.” 20% dos vendedores do varejo são vendedores de fato, mantem relacionamento com o cliente e formam sua cartela fiel. Estes ganham muito bem (vendedores do varejo chegam a ganhar mais R$7000,00 por mês). O resto segue o roteiro Comodity, não gosta do que faz ou esta cansado de trabalhar final de semana e atende como na história do inicio do artigo. As empresas perdem, o consumidor perde, o vendedor perde. O maior culpado são as empresas que não treinam da forma correta suas equipes, é essencial a participação e boa vontade de todos em coletar todos os dados do cliente, o CRM no varejo é a maior joia da empresa, mas não basta...

Não dependa apenas dos vendedores! Automatize o Relacionamento!

  [LINK] O Marketing Multicanal está a se tornando uma necessidade premente, tal é o crescimento do número de canais disponíveis para comunicar. Estamos numa era em que vivemos praticamente online. Quantas vezes costuma usar o seu o telefone fixo de casa? Quando foi a última vez que leu a publicidade amarrotada no seu correio postal em vez de a deitar logo ao lixo? Agora pense na frequência com que consulta o email. Já imaginou andar o dia todo sem telemóvel? E quantas horas passa no Facebook, Twitter ou LinkedIn? Há alguns anos, a televisão e o marketing directo eram os canais de marketing outbound privilegiados, enquanto que o marketing inbound se limitava aos call centers e às lojas. Mas a Internet mudou tudo isso. Mudou hábitos. Mudou comportamentos. É difícil conjugar verbos como comer, trabalhar, ler, pagar, recrutar e socializar sem ela. Mudou para sempre a forma como se compram e vendem produtos e serviços. Agora nós, consumidores, temos mais opções e expectativas mais elevadas. Queremos tudo o que nos agrada no momento em que nos agrada. E as marcas têm de acompanhar esta evolução. Não só usamos mais as novas tecnologias, como o fazemos ao mesmo tempo: email, telemóvel e redes sociais praticamente em simultâneo. Estamos cientes de que os marketeers recolhem os nossos dados para saberem quando estamos online, onde clicamos, o que compramos e muito mais. E, no fundo, esperamos que estes dados os ajudem a disponibilizar-nos tudo o que precisamos, pois não queremos mais telefonemas de call centers! Mas, hoje em dia, não basta enviar a mensagem certa às pessoas certas no timing mais...